domingo, 26 de janeiro de 2014

Auto Viação Cruzeiro

Aos 18 de fevereiro de 1928, Luiz Marinho de Freitas, proprietário e representante da Auto Viação Cruzeiro, junto ao Inspetor de Concessões da Prefeitura do Distrito Federal, se obriga a estabelecer uma linha regular de transporte de passageiros através de ônibus automóveis entre a Praça Gabriel Soares e o Palácio Monroe.

A linha obedecia ao seguinte itinerário: Praça Gabriel Soares (Largo da Fábrica), Rua Desembargador Isidro, Rua General Roca, Rua dos Araújos, Rua Conde de Bonfim, Rua Haddock Lobo, Rua Machado Coelho, Rua Senador Eusébio (Mangue), Praça da República, Rua Floriano Peixoto, Rua Visconde de Inhaúma, Av. Rio Branco até o Palácio Monroe. O retorno obedeceria ao mesmo itinerário, substituindo-se a Rua Senador Eusébio por Rua Visconde de Itaúna.

Tiveram seções de $200 (duzentos réis) a cada dois mil metros, de ida e volta, observando as seguintes condições: da Praça Gabriel Soares à Rua Camerino, $600 (seiscentos réis), da Rua Camerino ao Palácio Monroe, $200 (duzentos réis). Na volta, do Palácio Monroe à Rua Affonso Penna, $600 (seiscentos réis) e Rua Affonso Penna até Praça Gabriel Soares, $200 (duzentos réis). As passagens diretas seriam no valor de $800 (oitocentos réis).

(Jornal do Brasil, 06/03/1928)

Em 10 de março de 1928, um termo aditivo foi incrementado, ampliando a concessão da linha para Palácio Monroe x Muda da Tijuca.

Respeitava o seguinte itinerário: Palácio Monroe, Av. Rio Branco, Rua Visconde de Inhaúma, Rua Marechal Floriano, Praça da República, Rua Senador Eusébio, Rua Machado Coelho, Rua Haddock Lobo, Rua Conde de Bonfim até a Muda da Tijuca. Na volta obedecia ao mesmo itinerário.

Suas seções eram: do Palácio Monroe à Rua Machado Coelho, $400 (quatrocentos réis), da Rua Machado Coelho a Praça Affonso Penna, $200 (duzentos réis), da Praça Affonso Pena à Praça Saenz Peña, $200 (duzentos réis) e Praça Saenz Peña à Muda da Tijuca, $200 (duzentos réis). Na viagem de volta, poderia ser cobrado o preço de $200 (duzentos réis) entre a Rua Camerino e o Palácio Monroe.

(Jornal do Brasil, 11/04/1928)

A seguir, duas imagens dos ônibus da Auto Viação Cruzeiro, colocados à disposição da população para a nova linha criada, Palácio Monroe x Muda da Tijuca, fabricados com chassis Studebaker na Garagem Moderna, à Rua Senador Eusébio, 240-A.

[informações de ‘Acervo Unidos’ (Marcelo Prazs e Edegar Rios Lopes) e do Arquivo da Memória das Empresas e Ônibus Carioca]

(Revista 'Vida Doméstica', abril/1928)



A empresa foi adquirida pela Auto Omnibus S/A, em 1929 (referência: site MILBUS).

[Pesquisa de Eduardo Cunha e Claudio Falcão]

6 comentários:

  1. Depois teve outra Cruzeiro, certo?????

    ResponderExcluir
  2. Sim Prazs, aquela da tua foto que será publicada em breve.

    ResponderExcluir
  3. Acho que aquela nossa foto é desta empresa pois a mesma é de 1928. Confere???

    ResponderExcluir
  4. É Prazs, esse novo documento comprova que é ela sim, devido ao letreiro com a linha. Faremos a alteração e em breve estarão constando da matéria. Obrigado.

    ResponderExcluir
  5. Graças a sua colaboração. Abraços, meu amigo.

    ResponderExcluir